10 hábitos que vão te ajudar a vender mais! – FoccoLOJAS

10 hábitos que vão te ajudar a vender mais!

Quando pensamos em conseguir mais negociações, normalmente prendemos nossa mentalidade no ato de vender mais produtos. No entanto, para conseguir sucesso nessa área, é preciso mais: existem diversas atitudes que podem melhorar a experiência do cliente como um todo e, dessa forma, levar o profissional a números muito melhores.

O ideal é abrir a cabeça e pensar em como você pode ajudar os clientes da sua loja a alcançar os seus verdadeiros objetivos, proporcionando um serviço e atendimento de qualidade. E isso é perfeitamente possível com a adoção de alguns hábitos simples, que vão te ajudar a vender mais.

Quer descobrir quais são eles? Então, confira o artigo de hoje!

1. Converse com o cliente para vender mais

O primeiro passo para aumentar as vendas é conversar com o cliente e, dessa forma, descobrir quais são suas necessidades e anseios. Você não pode oferecer uma boa experiência de compra se não souber exatamente o que o seu consumidor está buscando.

Pense em ajudá-los a entender como é possível superar seus desafios, dificuldades e, especialmente, a conseguir o que buscam. Esses precisam ser os princípios norteadores de qualquer vendedor que se preze.

2. Saiba ouvir

As pessoas possuem dois ouvidos e uma boca. Então, oriente a sua equipe a usá-los na proporção. Em outras palavras, os colaboradores e gestores precisam aprender a ouvir o cliente para vender mais.

Vendedores que falam freneticamente, sem realizar uma pausa, são cansativos e tornam o processo de venda mais difícil. Afinal, eles não dão tempo nem mesmo para o cliente assimilar as informações que foram fornecidas.

Claro que isso não significa que só o cliente deve falar — até porque ele quer saber detalhes da mercadoria e ninguém melhor do que o colaborador para apresentar os detalhes do produto. O ideal, nesse aspecto, é encontrar um ponto de equilíbrio, que faça a comunicação fluir de forma objetiva e eficiente.

vender-mais 10 hábitos que vão te ajudar a vender mais!

3. Seja paciente

Outro ponto importante no processo de negociação é a paciência. Não são raros os casos em que o cliente chega à loja com pouco conhecimento sobre os produtos. Diante desse cenário, é natural ele fazer inúmeras perguntas a fim de compreender melhor as particularidades de cada item e até mesmo do serviço oferecido.

Contudo, alguns funcionários e até mesmo empresários perdem a calma com tantas indagações e não conseguem estabelecer um diálogo harmonioso. Como se pode imaginar, isso é extremamente prejudicial, fazendo com que o cliente desista da compra.

Em contrapartida, aqueles que sabem manter a serenidade e ter jogo de cintura para lidar com os diversos questionamentos conseguem cativar o cliente e vender mais.

4. Utilize técnicas de negociação e fechamento de vendas

Saber negociar é uma habilidade basal para quem quer vender mais. Um vendedor de qualidade precisa utilizá-la da melhor forma, pois assim chegará mais facilmente aos resultados que espera.

Para começar, planeje a negociação: descubra os reais interesses da outra parte, seus prazos e o orçamento envolvido.

Não se esqueça também de guardar um trunfo para o fim. Tenha uma carta na manga: ofereça um bônus, um desconto ou uma vantagem quando a negociação estiver chegando ao final.

5. Mantenha as expectativas alinhadas com a realidade

Há algum tempo, era muito comum que os vendedores elevassem seus produtos para conseguir uma negociação a mais. No entanto, hoje em dia isso pode ser um verdadeiro tiro no pé.

Se gerar expectativas que não pode atender, você poderá até fechar uma venda, mas certamente perderá aquele cliente para sempre. O objetivo do vendedor não deve ser comercializar uma mercadoria ou serviço para seus clientes, mas sim ajudá-los a serem bem-sucedidos.

6. Ofereça soluções genuínas

Mais uma vez, você deve focar na experiência de compra. Não saia empurrando soluções para os compradores, pois isso pode prejudicar o relacionamento ou até impedir que uma venda acabe se concretizando.

Ainda que uma mercadoria ou serviço lhe traga mais retorno financeiro, não caia na tentação de empurrá-la para seu público: foque nas necessidades do consumidor e busque atendê-las da melhor forma, com soluções genuinamente eficazes.

7. Diga a verdade

Diga sempre a verdade, mesmo que isso signifique dizer aquilo que os seus consumidores não desejam ouvir. Essa atitude pode tornar os clientes mais próximos da sua corporação, pela sua honestidade, preocupação e comprometimento verdadeiro.

Essa não é uma prática fácil de alcançar, mas pode ser essencial para ajudar a conquistar o tipo de credibilidade que você deseja no mercado. Sem dúvidas, essa pessoa vai levar em conta a sua integridade da próxima vez que precisar de algo.

8. Aposte no entusiasmo

Enquanto consumidor, você prefere ser atendido por alguém entusiasmado ou por uma pessoa que parece estar desinteressada na conversa? Com certeza, a resposta é a primeira opção, certo?

Então, faça o mesmo pelo seu público e aposte em um atendimento diferenciado, dando toda a atenção para o cliente. Nesse aspecto, mantenha o semblante amigável e cordial, fazendo com que o consumidor se sinta confortável no local.

9. Tenha flexibilidade

Para conseguir vender mais, é preciso ser flexível. Isto é: leve em consideração a proposta oferecida pelo cliente e veja o que é possível fazer para que a negociação seja vantajosa para ambas as partes.

Mas, não é só isso. A flexibilidade também diz respeito à forma de ser e encarar os desafios. Por exemplo, ao perceber que uma determinada abordagem não surte o efeito esperado, é o momento de pensar em mudanças, elaborando outras estratégias melhores.

10. Invista na apresentação

Já dizia o ditado que a primeira impressão é a que fica, certo? Por isso, é importante pensar em uma apresentação realmente cativante, que desperte a atenção do público e faça com que ele se sinta atraído pelo produto.

Não existe uma regra específica aqui, uma vez que a abordagem inicial depende do perfil do seu público-alvo. Contudo, fato é que um vocabulário que dialogue diretamente com o cliente vai transmitir mais segurança, facilitando o processo de negociação.

Além do mais, tenha em mente que a sua postura e até mesmo a própria aparência conta, e muito, nesse momento. Lembre-se, então, de estar bem-vestido e se portar bem, garantindo uma impressão positiva. Tal fator, com certeza, garantirá pontos extras com os clientes, sendo uma maneira efetiva de se destacar no mercado moveleiro.

Estes são alguns hábitos que, certamente, vão ajudá-lo a vender mais! Gostou do post? Tem alguma sugestão? Conte nos comentários!

otimize-as-vendas-da-sua-loja_cta 10 hábitos que vão te ajudar a vender mais!

Mostrando 4 comentários
  • Arlindo Ulhoa
    Responder

    Ótimo muito boa as dicas.

  • Elizabeth
    Responder

    Em tempos de Corona Vírus há uma ideia que o preço será o determinante para fechamento de vendas. Outra percepção aposta no relacionamento “olho no olho”. Como vender para o mercado de alto padrão que se sente prejudicado devido a grandes perdas econômicas e financeiras? Até mesmo o cliente de alto padrão não nos permite defender nosso produto pelo pré conceito de que somos caro. Muitos dos especificadores que converso divulgando descontos diferenciados comentam que o preço não faz diferença porque os concorrentes também estão dando descontos. Quais os argumentos para convencer os especificadores e clientes a nos permitir apresentar nossos diferenciais? O primeiro obstáculo e vencer a resistência inicial: MUITO CARO!Qual seria o argumento de persuasão??

    • Clarissa
      Responder

      Olá, Elizabeth! Primeiramente, obrigada pelo teu retorno.

      Acho que a objeção preço é a mais comum para qualquer tipo de venda, né? Eu mesma recebo ela quase que diariamente. Quando eu escuto “seu produto é caro”, a primeira pergunta que eu faço é: “em relação a quê?” Após esta pergunta, você pode novamente reforçar seus diferenciais. Essa é uma grande oportunidade de vender valor ao seu cliente. Você sabe por que seu produto tem valor maior que a concorrência?

      Em tempos de pandemia, quando somos constantemente solicitados a ficar em casa, a abordagem pode ser outra. No seu caso, que vende produtos para a casa do consumidor final (na maioria dos casos), é importante criar o gatilho de desejo, e gerar expectativas quanto aos benefícios e melhorias que seu projeto pode realizar. Afinal: se sentir bem na sua casa, que hoje é onde somos recomendados a ficar, não vale o investimento na solução que o projeto traz?

      O isolamento social tem nos trazido diversas reflexões, e uma delas é sobre ficar em casa. Isso abre a possibilidade para que, estando em casa, olhando mais para ela, a gente queira melhorá-la, torná-la mais confortável… Podemos então usar isso a nosso favor, comercializando nossos projetos?

      Espero ter te ajudado! Boas vendas!

  • Elizabeth
    Responder

    Novos tempos…novos desafios! Do limão uma limonada…obrigada pela dica.

Deixe um Comentário

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar

Fazemos parte do movimento #OpenWeStand

X
projetos para lojas de móveis